QUAL É A FUNÇÃO DAS FONTES DE ALIMENTAÇÃO EM ECRÃS LED?

As fontes de alimentação regulam a corrente elétrica que alimenta o seu ecrã LED. Transformam a corrente normal de 220-110 V em níveis adequados de tensão e potência, permitindo a utilização do ecrã. Em cada painel, encontrará várias fontes de energia que recebem e emitem corrente elétrica através dos terminais de conexão.

QUE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS TÊM AS FONTES DE ALIMENTAÇÃO PARA ECRÃS LED?

Os componentes eletrónicos dos painéis LED são delicados. Por isso, é necessário o uso de fontes de alimentação específicas para que todos os seus componentes não sejam danificados e possam durar muitos anos. Escolhemos fontes de alimentação em função da energia que elas oferecem. Essa energia é refletida em amperes (A). Quanto maior o seu valor, mais energia a fonte terá. Para conhecer a equivalência em watts (w), é necessário multiplicar os amplificadores pelo valor da tensão de saída na fonte. Ou seja, se a fonte oferecer 40A para uma tensão de saída de 5 volts em CC, a potência que essa fonte oferecerá será 40A x 5V = 200w. Normalmente, uma fonte de alimentação do ecrã LED deve cumprir a uma série de requisitos:

  • Saída estabilizada de 5 V DC
  • Entrada CA 110-220 V
  • Saídas de 5V DC espalhadas por duas ou três saídas.
  • Potência total entre 200-450w
  • Amplificadores de saída entre 40-60 A
  • Certificações de fabricação CE

Existem muitos fabricantes de fontes de alimentação para ecrãs LED. No entanto, nos últimos 10 anos a evolução técnica é mínima e a maioria dos fabricantes partilha os mesmos componentes nas suas fontes. Algumas marcas destacaram-se no mercado graças ao seu desempenho em marketing e promoção.

TERMINAIS DAS FONTES DE ALIMENTAÇÃO

L (linha): terminal de fase ou linha corrente alternada (CA) a 220 V – 110 V, cabo de alimentação castanho, segundo as normas portuguesas

N (neutro): terminal neutro de CA a 220 V – 110 V, cabo de alimentação azul, segundo as normas portuguesas

Terra: conexão de terra da rede. Cabo amarelo e verde (de acordo com as normas portuguesas)

V-: saída de corrente contínua (polo negativo)

V +: saída de corrente contínua (polo positivo)

Nota: dependendo do modelo de origem, os terminais podem apresentar diferenças na sua posição e aparência.

COMO CONECTAR AS FONTES DE ALIMENTAÇÃO DOS ECRÃS LED À REDE ELÉTRICA?

Cada quadro do seu ecrã LED possui uma pré-instalação que conecta as fontes de alimentação entre si. Assim, só precisa conectar à rede uma fonte de alimentação para cada módulo de painéis LED para que as restantes fontes do quadro também sejam alimentadas. Selecione uma fonte facilmente acessível em cada um dos quadros e conecte os terminais L, N e terra aos cabos da instalação. Recomendamos o uso, sempre que possível, de um painel elétrico específico para cada ecrã, sem agrupar mais de 3 ou 4 instalações para cada tomada.

POTÊNCIA EFICAZ DUMA FONTE DE ALIMENTAÇÃO

O valor da potência de uma fonte de alimentação é o valor ideal que uma fonte oferece, mas, na realidade, as fontes oferecem valores reais muito mais baixos. Chamamos-lhes energia real ou efetiva. Essas perdas de potência devem-se a vários fatores: a flutuação da tensão de entrada, parasitas na rede, temperatura ambiente, carga de trabalho necessária, etc. Nas especificações técnicas, normalmente, os fabricantes apresentam gráficos sobre a eficiência em relação à carga de trabalho da fonte.

QUAL É A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DUMA FONTE DE ALIMENTAÇÃO?

A eficiência energética é a potência real máxima que uma fonte de alimentação pode oferecer, representada em %.

Por razões técnicas, as fontes têm “perdas” durante o funcionamento e não conseguem oferecer toda a potência na saída. Em outras palavras, uma fonte de alimentação não pode trabalhar 100%. É aqui que podemos ver as diferentes qualidades existentes nas fontes: uma fonte marcada como 350 w pode ter uma eficiência de 80% e outra também de 350 w pode ter uma eficiência de 60%. É claro que a que vai oferecer o melhor desempenho será a de 80%, mesmo que ambas tenham o mesmo consumo de energia.

QUÃO IMPORTANTE É A EFICIÊNCIA NUMA FONTE DE ALIMENTAÇÃO?

Esta informação é das mais importantes na escolha da fonte adequada. As fontes com baixos valores de eficiência são mais baratas e, por isso, podem parecer uma boa opção. No entanto, no momento de fazer as contas para alimentar os módulos LED, perceberemos que precisamos de muito mais unidades deste tipo de fontes para uma maior eficiência. Ou seja, o uso de fontes de alimentação com uma boa eficiência melhora o consumo dos nossos ecrãs e reduz a temperatura interna.

REFRIGERAÇÃO EM FONTES DE ALIMENTAÇÃO?

Durante o seu funcionamento as fontes de alimentação emitem calor, causado pelos seus componentes. Como em qualquer outro componente eletrónico, as temperaturas altas revelam-se o seu principal inimigo. Para combater isso, foram desenhados sistemas de refrigeração e dissipação de temperatura.

Se a fonte estiver com pouca energia, o próprio ar externo permite a sua dissipação correta. Estas fontes são denominadas de dissipação passiva e normalmente são usadas em ecrãs internos ou em lojas.

Já as fontes de alta potência usam ventoinhas que operam quando a temperatura da fonte excede um limite, resfrescando imediatamente os componentes. Estas fontes são denominadas de refrigeração ativa e sã utilizadas em ecrãs externos ou muito brilhantes.

POR QUE UMA BOA FONTE DE ALIMENTAÇÃO É IMPORTANTE?

Os componentes eletrónicos de um ecrã LED são bastante delicados e, por iss, é essencial o uso de fontes de alimentação de qualidade. Estas convertem a tensão de CA para CC, mas também a filtram e estabilizam. Com fontes de qualidade, proporcionamos uma vida útil mais longa aos componentes eletrónicos e evitamos problemas contínuos de operação.

OBSOLETO - Eliminar SHORTCODE